Poema para ser poema tem que falar de amor.

Não existe tema mais rico em conteúdo.

Não existe sentimento mais intenso.

Essência pura ou impura por natureza.

Amor sedento, ardente, voraz...

Amor sexual, sensual, consensual...

Amor sincero, humano, honesto...

Amor insano, profano, selvagem...

Amor presente, sentido, vivido...

Amor balsâmico, calmo, sereno...

Amor distante, ausente, saudoso...

Amor corrido, corrupto, corrompido...

Amor impiedoso, cruel, dominador...

Amores correspondidos, amores impossíveis,

Amores partidos e repartidos.

Amor de outros...

Amores meus e seus...

Nosso amor...


Rô Vazquez

21/04/2005

 

Escrito e formatado por Rô Vázquez,  É  protegido pela lei 9.610/98 de Direitos Autorais,
não é permitido a  sua reprodução ou inclusão em qualquer site (pessoal ou não), 
lista de discussão,  seu repasse por
 e-mail,  ou outros meios,  sem a expressa autorização de seu
autor.
 

 

 

  -