Desencontros

 

Como o sol e a lua,

Como o frio e o calor,

Como o coração e a razão...

Quando ao andar pelos caminhos,

buscando-te entre as idas e vindas,

Penso em nós com antíteses...

Quando te quero para em ti buscar

minha essência, meu esplendor...

Inutilmente procuro-te pelas luas.

Quando meu corpo reclama o teu,

Teu corpo distante se faz...

Quando minha boca busca a tua...

Tua boca fecha-se um lamento solitário.

Quando meu cheiro quer o teu...

Teu cheiro mistura-se ao vento e vai.

Sabes que te amo, te preciso, te procuro...

Sei que me queres, me precisa...

Vou ao teu encontro mais uma vez...

Ao chegar... descubro que tu partistes...

Rô Vazquez

nov/2006

 

 

Escrito e formatado por Rô Vázquez,  É  protegido pela lei 9.610/98 de Direitos Autorais,
não é permitido a  sua reprodução ou inclusão em qualquer site (pessoal ou não), 
lista de discussão,  seu repasse por
 e-mail,  ou outros meios,  sem a expressa autorização de seu
autor.
 

 

 

  -