E o sonho acabou...

 

 
Quando acaba um sonho
A sensação de paralisação da vida....
A mente tenta em vão resgatar migalhas,
rasgos de  lembranças felizes...
É pouco, mas é só o que resta, o que restou...
Quando acaba um sonho
A tentativa desesperada de não acreditar,
a insensatez de querer se iludir sonhando,
de que é somente passageiro, e passou...
Quando acaba um sonho
O acordar desfeito dos feitos,
bem feitos, com prazer...
o despertar sacudindo o que não se quer ver...
os olhos fechados, e fechou...
Quando acaba um sonho
Arrastada a alma partida, ferida...
Inconsolável despedida e ida...
Restos de vida pelo caminho,
Em busca de sonhos novos...
Porque esse acabou...
 
(Rô Vazquez - 07/06/2007)
 
 

Escrito e formatado por Rô Vázquez,  É  protegido pela lei 9.610/98 de Direitos Autorais,
não é permitido a  sua reprodução ou inclusão em qualquer site (pessoal ou não), 
lista de discussão,  seu repasse por
 e-mail,  ou outros meios,  sem a expressa autorização de seu
autor.
 

 

 

  -