Minha Cigana

 

Minha cigana faceira

Dona de segredos, mil enredos

Enreda-me com seus mistérios,

Minha cigana mágica,

Mágica é tua formosura, tua candura

Beleza além da vida e da morte

Vibrante teu corpo de mulher

Felino teu olhar de bruxa

Encanto em feitio de canção

Minha cigana encantada

Preciso de seu encantamento

Para encantar o meu amado

E fazê-lo por mim se encantar.

 

Rô Vazquez

 

 01/07/2005

 

Escrito e formatado por Rô Vázquez,  É  protegido pela lei 9.610/98 de Direitos Autorais,
não é permitido a  sua reprodução ou inclusão em qualquer site (pessoal ou não), 
lista de discussão,  seu repasse por
 e-mail,  ou outros meios,  sem a expressa autorização de seu
autor.
 

 

 

  -