Te Espero

 

Podes vim, estou te esperando...

A mesa tá posta, enfeitada com flores...

Teu prato favorido, o vinho branco suave,

Podes chegar, estou te esperando...

Cortei o cabelo, mudei a cor como pediu...

O vestido novo, rodado, caprichado...

Podes entrar, estou te esperando...

O coração acelerado, descompassado.

As mãos suadas, o corpo tremendo...

Venha, chegue depressa, volte pra casa...

Te espero com o coração na mão...

O corpo saudoso... a alma em festa,

Venha, chegue depressa, volte pra mim.

Podes vim, podes entrar, e fique pra sempre...

Rô Vazquez

16/05/2005

Escrito e formatado por Rô Vázquez,  É  protegido pela lei 9.610/98 de Direitos Autorais,
não é permitido a  sua reprodução ou inclusão em qualquer site (pessoal ou não), 
lista de discussão,  seu repasse por
 e-mail,  ou outros meios,  sem a expressa autorização de seu
autor.
 

 

 

  -